“para que eu pudesse ser dele, sem que nos pertencêssemos”

Eu não sei se amor e sanidade são a mesma coisa, mas quando estou apaixonada eu sei que o mundo ganha sentido para mim. Eu sei que amar não é saber tudo, mas quando ele foi embora eu passei a não saber nada.
Sei quem ele é, como ele é, e do que ele gosta, mas não sei mais que isso.
Houve um dia em que nos amámos e um dia em que nos deixámos estar.
Estar longe.
Estar sós.
Ele amou-me uma vez e eu amei-o de volta. Coisas aconteceram e nós estagnamos e aqueles momentos de dúvida acerca do que eu sentia ficaram a pairar no ar. Eu queria tê-lo sem o ter por completo, mas tendo-o apenas para mim, para que eu pudesse ser dele, sem que nos pertencêssemos, mas nos preenchêssemos o bastante para não haver ninguém entre nós.
Eu não fui o suficiente e talvez eu seja culpada, mas eu deixei que a culpa fosse minha, porque eu sabia que era.
Agora olho para a janela do meu quarto e vejo-o lá e aquela insistente lembrança consome-me como um relógio TIC TAC que nunca para, nunca me deixa em paz, mas não quero que me deixe, porque sem ela eu estou sozinha.

  • Texto da minha autoria inspirado num poema de Neil Hilborn do livro Our Numbered Days

XX Carol

INVERNO QUENTE – Inspira-te nos melhores Looks e Ideias

Uma semana de pausa e estou de volta com um artigo que eu sei que vai fazer sucesso no teu guarda-roupa. Se és como eu, reconheces aquela dificuldade de alguns dias, de conjugar o frio do Inverno com o teu outfit do dia, por isso, decidi trazer algumas sugestões super cozy para todas as fashionistas, que tal como eu, nunca sabem o que vestir quando a temperatura baixa!

 

XX Carol

Gracie Abrams -Alerta Artista Nova

Tal como muitos artistas em ascensão a Gracie Abrams partilha o seu trabalho com o canal do Youtube ChillMusic2.0, apesar de não ser ainda reconhecida na industria musical, é uma artista de mão cheia 🙂

Ela tem também uma conta no Soundclound, onde também podes ouvir músicas que ela tem com outros artistas.

Se gostares de descobrir novos artistas tanto quanto eu, a Gracie Abrams vai ser a tua nova crush musical 😉

 

 

 

 

Segue a artista no SOUNDCLOUD  e no INSTAGRAM

 

XX Carol

DIY – Mesa de Mármore – Faz tu mesma <3

Hey Girls! Hoje trago-vos um DIY 100% da minha autoria ahah

Eu não sei quanto a vocês, mas eu pessoalmente adoro todas aquelas fotografias do Instagram, Pinterest, WeHeartIt e bla bla bla, de objectos fashion sobre mármore, mas infelizmente não tenho nenhuma mesa nem nenhuma superficie de marmore em casa, o que não seja um problema só meu, então resolvi criar a minha própria superfície em mármore.

COMO?

AHAH muito simples!

Eu limitei-me a fazer uma pequena pesquisa no Google “Mármore Wallpaper” ( <- Clica para obteres a mesma imagem que eu utilizei), até encontrar a imagem certa, que fosse grande o suficiente para não desfocar em tamanho A3 e fui a uma tipografia, mandar imprimir em papel mais resistente.

Este foi provavelmente o DIY mais barato que já fiz, nem sequer paguei 50 cêntimos e o resultado foi melhor do que o esperado! ❤

Eu espero que tenham adorado a ideia tanto quanto eu, e se forem pô-la em prática, não se esqueçam de partilhar nos vossos instas com o HASHTAG #carolswardrobeDIY ❤

Aqui ficam algumas ideias ❤

XX Carol

 

MINIMALISMO – DECOR

O minimalismo é cada vez mais frequente e neste último ano transformou-se numa enorme febre, tornando-se um estilo de vida refletido, na decoração, modo de vestir e redes sociais, nomeadamente Instagram.

É de várias maneiras diferentes vantajoso, uma vez que combina o bom gosto e a simplicidade, com uma maior economia monetária, o que sem dúvida é um enorme PLUS.

Deixo algumas ideias para te inspirar…

 

XX Carol

ALERTA ARTISTA NOVO!!

Com todas estas mudanças na minha vida, tenho procurado novos pequenos prazeres para me manterem motivada. E uma vez que, são as pequenas coisas que fazem a diferença, trago hoje Matt Simons, um artista que encontrei recentemente numa das minhas tardes passadas no Youtube.

Se vocês gostarem de Ed Sheeran e A Breat Big World, tenho a certeza que vão adorar as músicas dele!

XX Carol

25/365 Hora de Começar

Hora de começar o quê?

Só tu mesma podes responder a isso. O que queres para ti? O que queres para começar? O que precisas?

Sê sincera contigo mesma! Pára por 5 min e reflete acerca daquilo que és, daquilo que gostas, do que queres para a tua vida. És feliz como és? Sentes-te realizada?

O que te falta?

Eu tenho-me debatido com essas mesmas perguntas, vezes e vezes sem conta nos últimos tempos, sem resposta certa para cada uma delas e isso incomoda-me.

Tenho 21 anos e sinto-me inútil grande parte do meu tempo. Vejo pessoas à minha volta, com a minha idade tão mais tranquilas com o seu estilo de vida lento e rotineiro, sem propósitos, pergunto-lhes acerca dos seus planos para o futuro e os únicos planos que têm são para Sábado à noite.

Como assim?

Ok que eu também adoro Sábados à noite, mas e o resto da semana? E os outros seis dias que por ti passam? Eles não contam?

Preciso de me organizar, definir bem na minha cabeça aquilo que quero e o que tenho de fazer para chegar lá. Eu posso ser nova e ter ainda todo o tempo do mundo, mas o tempo só está a meu favor, quando eu faço ele valer a pena, não é? E quanto mais cedo eu começar, mais cedo eu vou ter!

Eu não estou aqui a tentar dizer que sou melhor do que ninguém, porque evidentemente não o sou, mas vejo tanta gente com potencial incrível, mas sem qualquer tipo de motivação e isso deixa-me de tal maneira frustrada e inquieta.

Não estou a tentar mudar ninguém, esse nem sequer é o meu objetivo, o que eu realmente quero é que, levantes esse rabo do sofá e vás para a rua, encontrar o teu propósito.

XX Carol

A quem eu deixei ir…

Eu aprendi a viver sem ti. Pode não ter sido da maneira mais fácil, mas já passou, já foi!  Agora pouco dói, há dias em que nem me recordo de como era estar do eu lado.

Fizeste tanta questão de me afastar do teu mundo, que acabaste por me fazer não querer pertencer a ele e não sei se lamento por teres perdido a única pessoa que te amava de verdade ou se agradeça a mim mesma por finalmente ter aberto os olhos.

Estava tão habituada a te ter ao meu lado, que nem percebia que, na verdade, eu é que estava do teu. Eu é que ia ter contigo, eu é que te procurava, te chamava. E das poucas vezes em que eras tu a fazê-lo, era porque precisavas de algo, e como em tantas outras vezes, eu estava sempre disponível para tudo, porque te amava e pensava que tu me amavas também, ainda que de uma maneira um tanto estranha e distorcida.

Sofri muito quando me magoaste pela última vez, mas sofri por menos tempo.

Algo por trás da mentira me fez perceber que, aquela seria a última vez que eu te deixava, partir me o coração.

Não sei se foi o cansaço que venceu, a humilhação ou a espera demasiado longa por um pedido de desculpas que nunca chegou a vir, eu apenas sei que de um dia para o outro acordei e decidi dar um basta!

Eu tinha falta de amor-próprio, falta de afeto, falta de carinho, falta de atenção, falta de amor.

Achava que contigo, todas as minhas carências iam passar, mas foi preciso te deixar ir, para perceber que toda a minha falta, tinha um nome e não era o meu.

Eu agora sei quem sou e quanto eu valho! Não preciso de ninguém para me sentir amada, porque eu sou mais que suficiente.

Obrigada a ti, por me teres feito ver a idiota que eu era, ao pensar que sem te ter, não me tinha!

XX Carol

 

 

Novas Fases

Estamos no início de 2017, ainda que hoje seja o 23º dia do ano, tenho muito pela frente e acredito que tal como eu, muitas de vocês fizeram planos e listas de tudo aquilo que querem realizar este ano e tudo o que simplesmente optaram por deixar ir para seguir em frente.

Eu pessoalmente, passei por enumeras situações decisivas nos últimos meses. Vi-me obrigada a dizer “adeus” a muita coisa que eu nem sequer percebia que me faziam mal.

Tomei decisões importantes e fechei os olhos a tudo e a todos, para que desta vez, nenhuma opinião alheia, fosse afetar as minhas tomadas de decisão.

Estou neste exato momento, sentada, a escrever e a pensar naquilo quero para mim, naquilo que preciso para realmente me sentir realizada comigo mesma, enquanto tento de alguma forma, criar hábitos novos na minha vida e tentar tornar todo o tempo que eu tenho, o mais produtivo o possível. Quero escrever mais, ler mais, aprender, tornar-me mais dinâmica e influenciar positivamente outras pessoas e outras vidas.

Eu não sei ainda como vou fazer isto tudo, mas eu quero fazer, e querer é o 1º passo para realizar! Agora eu só tenho de tornar isto real!

Com este post, eu gostava de pedir a todas vocês, leitoras queridas, que me deixassem algum comentário, alguma sugestão daquilo que gostariam de ver no blog, para que eu tornar as minhas aspirações em algo real, não só para mim, mas para todos os que me seguem e me acompanham.

XX Carol