Últimas Entradas

its-a-giveaway-1

GIVEAWAY DE VERÃO

Já lá vai um tempão desde o último Giveaway aqui do CW e já estava mais do que na altura de presentear as minhas seguidoras com um Giveaway de Verão!

13312788_1724194794525559_8029413506107127135_n

 

 

Tudo o que tens de fazer  para ganhar este biquíni é deixar um comentário aqui em baixo com:

– Nome e Idade + Link do teu perfil de facebook, onde terás de partilhar este post na tua cronologia.

O vencedor será escolhido aleatoriamente, através do RANDOM.ORG.

 

Desejo a todas as concorrentes boa sorte😉

(o giveaway termina no dia 25 deste mês, pelas 20.00H e o vencedor será anunciado no mesmo dia)

XX Carol

 

 

tumblr_mcsacugo5Y1qefo74o1_500

“Sinto-me só até quando não estou sozinha.”

“Eu não sei o que é, tenho uma pequena noção de onde vem o desânimo, o abatimento, a pouca vontade de sorrir, mas não sei explicar porque me sinto assim.

Não consigo dormir, nem quero fazê-lo, sinto-me cansada apesar de tudo, mas odeio fechar os olhos.

Estou extremamente desapontada comigo mesma. Deixei-me levar por insignificâncias, medos, pessoas que não valiam a pena e dei a perder aquilo que realmente deveria ser a minha preocupação principal.

Sinto a minha cabeça a andar à roda, num ciclo vicioso onde eu prometi a mim mesma que não voltava a entrar, mas cá estou eu de novo. Receosa, assustada!

Constantemente, tenho uma vontade insana de chorar. Ceder e chorar a minha frustração, porém, não posso, porque isso implicaria dar a conhecer um lado de mim que ninguém pode saber que existe.

Imponho a mim mesma passar a imagem certa, aquela das redes sociais onde faço o que posso para agradar o maior número de pessoas possível, com as fotos bonitas e sorrisos bem ensaiados.

Minto fazendo-me acreditar que aquilo que eu posto é a minha realidade. Não tenho problemas, sou popular e feliz.

Mal eles sabem que às vezes são 6 horas da manhã e eu estou acordada a chorar. Prestes a explodir sem saber que rumo tomar ou o que fazer.

Quero tanto transparecer uma vida ideal, que esqueço da minha realidade e consequentemente, do que se está a passar, do que eu estou a permitir que se passe.

Quero tanto acreditar que as coisas estão bem, que aquilo que um dia me partiu o coração já não me afeta, mas a quem é que eu estou a mentir? Vivo e revivo cada palavra, cada instante e então percebo que perdoar não tem nada a ver com esquecer e que por muito que tente não pensar, às vezes torna-se inevitável.

Tenho medo de me arrepender. Sinto-me só até quando não estou sozinha. Desprotegida.

Adorava ser outra pessoa. Alguém que não sentisse tudo com tanta intensidade, que não se magoasse tão facilmente. Gostava de conseguir ser mais fria, mais dura. Custa-me dizer não, mesmo quando me posso prejudicar.

É terrível dizer que por vezes, penso que tudo seria melhor se eu não existisse.

Seria mau demais classificar-me como um desperdício de espaço?

Não tenho coragem para me impor, me manifestar. Ser eu mesma é me impossível, sei que se eu o fosse, provavelmente estaria ainda mais só e é por isso que me escondo, que me retraio e que me impeço de falar o que realmente quero dizer, porque isso implicaria perder quem eu tenho.

Há dias em que nem mesmo quem eu tenho, parece ser meu. Esses são os meus piores dias, por motivos diferentes.

Queria certezas na vida, mas nada parece certo. Sinto-me sempre culpada de tudo o que acontece, até quando não tenho culpa nenhuma.

Estou cansada das aparências, das mentiras.

Não tenho nenhum propósito, nenhum objetivo de vida.

Queria que tudo fosse diferente, melhor. Queria ser outra pessoa.”

XX Carol

maxresdefault

Intagram VS Realidade

Verdade seja dita, muitas vezes nos deixamos enganar por uma imagem, quando sabemos perfeitamente que, nem tudo o que parece, é na realidade.

Um grupo de Youtubers, decidiu juntar-se e fazer um video, que retrata perfeitamente aquilo que acontece muitas vezes por trás de uma câmara fotográfica e o resultado foi este:

Nada surpreendente ahah

XX Carol