Últimas Entradas

large (6)

Transforma as Paredes do teu Quarto <3 – DIY

Hey Girls!! Saudades!!!

Eu devo um enorme pedido de desculpas pela minha ausência no mês passado, especialmente porque na verdade, não tenho nenhum grande motivo para me ter afastado do CW, mas pronto, o que interessa é que estou de volta e hoje trago um post que eu especialmente adoro, DIY DE FOTOGRAFIA.

Ando inspirada a mudar um pouco e meu quarto e com este post pode ser que te inspire a mudar o teu também.

Aqui ficam as minhas sugestões.

XX Carol

cartas-velhas-01

Carta de Amor

Girls :p Hoje acordei com vontade de partilhar convosco uma carta que uma vez escrevi para um concurso. Era uma carta de amor. Nela não podia colocar mais de 300 palavras e não podia usar nenhuma que fizesse referência direta ao amor, incuindo “amor” e amo-te”.

Como devem imaginar, foi um desafio, mas, que modéstia à parte, acho que o cuncluí com sucesso.

Espero que gostem, tanto quanto eu…

“O que estás prestes a ler, é a mais pura das verdades, no entanto, não esperes que te revele quem eu sou, nem te dês ao trabalho de tentar descobrir. A carta, como já sabes, foi escrita a computador e o envelope não tem remetente, nem sequer passou pelos CTTs. Pode ser paranoia minha, mas eu não podia correr riscos. Esta foi a única forma que arranjei de preservar e proteger aquilo que te estou prestes a contar.

Por favor, lê até ao final…

Eu não sei descrever o que sinto por ti. Às vezes acho que é doentio, outras vezes acho que ultrapassa as barreiras de qualquer outro romance que alguma vez tenha existido e ainda assim, se nos tentar descrever, ficarei sem palavras. Porque descrever aquilo que sinto quando ouço o teu nome, é como descrever a cor do céu para alguém que é cego. Se eu tivesse uma oportunidade, por mais pequena que fosse, eu ia mostrar-te o mundo que existe dentro de mim por tua causa. Ias saber que quando eu digo que te quero, quero mais do que qualquer outra pessoa alguma vez quis ou vai querer. Porque se tu precisasses de me ligar às quatro da madrugada, sem nada para dizer eu ficaria do outro lado da linha acordada, à espera que adormecesses.

Para mim basta que tu saibas, ainda que não saibas quem eu sou, não precisa de ser reciproco, isto já é mais do que alguma vez imaginei poder-te dizer. Peço desculpa por não ser uma pessoa corajosa o suficiente, para falar tudo o que sinto cara a cara, mas tu és apenas a minha utopia e num mundo como este em que vivemos, pessoas como nós nunca irão colidir.

Simplesmente,

Eu”

XX Carol