SIGA O SEU CORAÇÃO!!!!!

tumblr_lihr3mtj2e1qbao34o1_500Os 10 conceitos:

- 1 Estamos cá para aprender lições e o mundo é o nosso professor;

- 2 O Universo não tem favoritos;

- 3 A sua vida é o reflexo perfeito das suas crenças;

- 4 ASSIM QUE SE APEGA DEMASIADO ÀS COISAS, ÀS PESSOAS, AO DINHEIRO…ESTRAGA TUDO(NADA DE APEGOS)…..na minha opinião devemos treinar o DESAPEGO SEMPRE!

- 5 Aquilo em que se concentra na vida, EXPANDE-SE;

- 6 Siga o seu coração!

- 7 Deus nunca vai descer de uma nuvem e dizer :”Agora está autorizado a ter sucesso!”

- 8 Quando se luta com a vida, é SEMPRE A VIDA QUE GANHA;

- 9 Como é que se ama as pessoas? ACEITANDO-AS, simplesmente;

- 10 A sua missão na vida não é mudar o mundo…a sua missão é mudar-se!!!

Ponto nº 1: Sempre que não conseguimos aprender uma lição, temos de passar por ela outra vez…e outra vez!Assim que aprendemos a lição, passamos à seguinte.(E as lições nunca acabam!)

….Por outras palavras, a grande maioria das pessoas só aprende ALGUMA COISA QUANDO BATE COM A CABEÇA NA PAREDE! Porque é mais fácil não mudar. Por isso continuamos a fazer o que sempre fizemos até batermos contra a parede.Somos criaturas de hábitos. Continuamos a fazer o que habitualmente fazemos até sermos forçados(pela VIDA) a mudar.

SENDO ASSIM, SERÁ A VIDA UMA SÉRIE DE DESASTRES DOLOROSOS?Não necessariamente, o Universo está sempre a usar pequenos sinais para nos dar uns encontrões. Quando ignoramos os sinais, o Universo usa um MARTELO SOBRE VOCÊ!

CRESCER TORNA-SE MUITO MAIS DIFÍCIL QUANDO RESISTIMOS….AJA COMO SE CADA ACONTECIMENTO TIVESSE UM PROPÓSITO E SUA VIDA TERÁ UM PROPÓSITO, descubra por que razão precisava de uma determinada experiência, conquiste-a e não precisará dela novamente.

(excertos retirados do livro: “Siga o seu Coração, de Andrew Matthews”)

…Na próxima edição nº 2 “O Universo não tem favoritos”

Look do Dia*

 10464040_671409796263288_6478222896000536401_n

Aqui fica o meu primeiro Look do Dia*, peço desculpa por esta foto

não ser a foto ideal, mas prometo que da próxima vou ter uma melhor!

  Este conjunto de verão (top cropped, calções de conta subida, turbante e botas), foi escolhido para uma tarde de piquenique com as amigas, no meio da floresta.

Conheça James Bay

James Bay é um artista britânico de Hitchin que começou a sua carreira como cantor de rua.

O seu sucesso ainda não é grande até ao momento, mas já lhe garantiu lugar na página da VEVO no Youtube, onde tem cerca de 5000 subscritores.

Para os apaixonados por música acústica, James Bay é o artista indicado.

 

 

Ouça também outras música Sound Cloud onde poderá comprar algumas músicas e fazer download de graça de outras.

Página no FACEBOOK e TWITTER

 

Sermos nós mesmos

No mundo em que vivemos, uma primeira impressão pode sentenciar o nosso futuro e sermos nós mesmos, é uma verdadeira batalha.

 

Como indivíduos, temos o dever de agir sempre de acordo com aquilo que acreditamos e procurar ser o mais felizes possível, tanto a nível profissional, como a nível pessoal.

Contudo, nem tudo aquilo que somos, equipara-se com o que sociedade espera de nós. Somos julgados pela nossa roupa, a cor do nosso cabelo, da nossa pele, se temos ou não temos tatuagens ou piercings, a música que ouvimos, as pessoas com quem convivemos e toda uma infinidade de coisas que nos identificam de outros tantos.

Ligar ou não ligar ao que os outros pensam, depende inteiramente de nós, mas ser negativamente afectado pelo julgamento dos outros, não é algo a que possamos escapar.

A opinião alheia sempre afetará a nossa vida de forma direta ou indireta, no entanto não podemos cair do erro de deixar-nos ser conduzidos pelo que os outros dizem.

Devemos preocupar-nos em manter uma certa postura, saber viver de acordo com o momento que nos é proposto e tentar ambientarmo-nos ao padrão da sociedade, para que consigamos tentar criar um balanço entre aquilo que somos e aquilo que nos é imposto ser.

O importante é tentar encontrar o ponto de coligação entre a sociedade e a pessoa dentro de cada um, para que desta forma consigamos livrar-nos de quaisquer restrições que porventura nos possam vir a surgir ao longo da vida.